Ninguém é inocente

Bacana é pegar podreira de neguinho que põe a banca de Santo. As ditas andorinhas de Igreja pegas em arapucas.

Sim, bestholics: sou mais sujo que pau em galinheiro. Ao menos, não torço a barra: sou o que sou. Todavia, sou quente. Tento ser. Nada de frieza ou vômito. Queria ser santo, mas o simples ato de santidade é uma arrogância filha da puta.

Algo

Se antes via dois filmes por dia e lia muito, hoje não faço nada. Perdi o interesse. Como estou desempregado, passei a olhar pro teto muito mais do que deveria. Salvo por este blogue, eu perdi interesse nas boas coisas da vida. Talvez ainda curta sertanejo de raiz e so.

Sinceramente

Francamente, a banda só não voltou porque eu e o baterista não passamos na mesma porta. Como não existe capital envolvido, eu não tenho motivação para uma reunião. O cara não é dos meus.

Fica assim, eu não me importo em ser limado. Acho que a ideia acabou ainda na década de 90 e nem sobrou amizade. Sem dinheiro, o coveiro não carrega o caixão embora o cadáver já apodreceu faz tempo.

Nostalgia

Foda que meus dois bares favoritos em BH – Espetinho e Quasetudo – fecharam faz tempo. Sou só mais um que não reconhece mais a cidade.

Comprarei um balde tamanho família e celebrarei meus 41 anos no último lugar que resta: uma sala escura de cinema. BH morreu ou simplesmente envelheci fora do eixo? Não sei. Só queria o meu eu novamente.

Niver

Eu só falei para uma pessoa do meu problema de saúde e espero que ela morra bem antes. Uma semana para 41 e sei lá quantas para a morte. Se quiseres me dar um presente legal de níver, aceito o ingresso para o show do Paul McCartney no Mineirão.