Categorias
O blogue

Eu e a doença

I

Ontem, reuni-me com dois dos grandes para comer feijão tropeiro e falar de projetos. Aprendi o termo PMBOK. Arrumarei material para estuda-lo. Não me emprengará. Tornei-me um pacato professor de inglês e disto preciso fazer minha carreira ou concurso. Mesmo que num fututo próximo, eu perca o emprego, sou grato a dona da escola onde leciono. Ela não desistiu de mim numa época negra para minha alma. Preciso, doravante, fazer por onde.

II

Quase um mês e meio sem ler nada. A cabeça não dava. O último tomo deixei pela metada. Era “E não consegue fugir” do Knut Hamsum. Irônia. Li as primeiras 60 páginas bem e me perdi nas duzentas seguintes. Tentei retornar, mas não consegui. A cabeça tava doente demais. Outro dia, voltarei a ele. Sei que preciso voltar a ler. A cuca ta um pouco melhor. Começarei por algo indolor e fácil. Dividirei minhas leituras: Bíblia, algum livro do Grahan Greene e PMBOK.

III

Também estou sem filmes. Dia seguinte da doença: voltar a cabeça a funcionar. O último filme, paradoxalmente, visto foi Into the Wild, dias antes da crise. Tentei ver Short Cuts, Sunshine, Airplane e The Departured, mas os deixei na metade. Acho que farei um festival Spielberg para reanimar o batalhão.

Por Cristiano Gomes de Deus

Orgulhosamente, bipolar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s